3 de setembro de 2017

Reis de Branco em Cacilhas

Ontem, 2 de setembro,a Rua Cândido dos Reis, em Cacilhas, pintou- se de branco e nós fomos lá espreitar a Festa dos Reis de Branco!

 




Estava uma noite quente e o vento não soprava, ou seja, a noite convidava a bebidas frescas, gelados e roupa fresca e branca!

Muitas pessoas, de todas as idades, responderam ao convite e vestiram-se de branco juntando-se à festa, que parecia ser um prolongar do verão ou um desejo de perpetuar as noites amenas de férias.

Restaurantes, bares, gelatarias, lojas de artesanato abraçaram a festa, vestindo-se de branco e recebendo com um sorriso os inúmeros clientes.

Nós estivemos na esplanada daCasa da Avó Berta onde fomos muito bem recebidos, como sempre, pelas nossas queridas amigas Andreia e Ana Lima. Este era um dos espaços priveligiados  da Rua Cândido dos Reis, com uma DJ a colocar música animada mesmo em frente, e por onde foram passando algumas personagens vestidas de branco e que faziam a animação de rua.


Na Casa da Avó Berta aproveitamos e bebemos café, acompanhado com uma deliciosa fatia de tarte de amêndoa. Bebi ainda uma fresca limonada com hortelã e os miúdos deliciaram-se com uns gelados de copo.

Enfim, creio que esta festa foi mais uma aposta ganha, numa parceria com a Câmara de Almada e os lojistas da zona, mostrando que Cacilhas é uma zona da margem sul que vale a pena visitar e que em cada visita há sempre algo novo para conhecer.




Venham mais festas como esta, que eu lá estarei!




29 de agosto de 2017

Era só uma foto

Às vezes são as pessoas que menos conhecemos que nos fazem as maiores surpresas!

Aconteceu comigo e foi um gesto simples para ela mas para mim foi um gesto muito bonito que só podia ser praticado por alguém com um grande coração e que não espera algo em troca.

Há uns dias o maridão tirou-me esta foto na Casa da Cerca em Almada.
Imediatamente vi que era uma foto bonita e partilhei-a nas redes sociais. O olhar mais atento de uma amiga fotógrafa percebeu que podia melhorá-la mais um pouco. Pediu-me a foto em questão e permissão para editá-la de forma a ficar ainda mais bonita.

Conheço a Inês, minha conterrânea, de Macedo de Cavaleiros há apenas uns anos e por ter sido aluna da minha tia Elsa. Não temos grande convivência mas a realidade é que sempre gostei muito dela e sempre a admirei... agora fez-me isto, sem pedir nada em troca. Como agradecer???

Aqui fica o resultado da foto que o Paulo me tirou e que a Inês trabalhou de modo a ficar perfeita:
A meu ver ficou excelente! Mais enquadrada, mais quente, mais profissional... enfim, mais bonita ainda! 

Gostava que conhecessem o trabalho da Inês. Apareçam nesta página - Trovisco Photography - vejam as fotos que ela tira, aproveitem e  coloquem um gosto na página... Ela merece e eu agradeço, de coração... a vocês e a ela!

Beijinho Trovisco 😉😘 e obrigada!

26 de agosto de 2017

Férias no Zmar


O Zmar é um parque ecológico e sustentável tentando integrar-se no cenário natural onde se encontra, tendo inúmeras práticas ecológicas que pretendem economizar energia e água, reciclar e aproveitar a energia solar por exemplo. Enfim, só por aqui já se pode perceber porque é um parque atrativo para mim e para muitas mais pessoas que têm boas práticas ambientais.
No entanto, não são estes os maiores atrativos no Zmar.

Estivemos no Zmar pela primeira vez o ano passado em agosto e, na altura, prometemos voltar.
Após o incêndio ocorrido em setembro de 2016, que destruiu parte das principais infraestruturas do parque, ficámos curiosos por saber como teria ficado após a reconstrução. Voltámos e não nos arrependemos. Aliás, chegámos ontem a casa e ainda não me apeteceu tirar a pulseira lilás que usámos ao longo desta estadia de 6 dias...
As pessoas perguntam-me porque gostamos tanto do Zmar e eu até tenho dificuldade em enumerar os vários pontos fortes que nos fizeram querer voltar mas cá vai, juntamente com algumas fotos, tiradas com o meu telemóvel e que, nem de perto , nem de longe espelham a beleza dos locais ou dos momentos vividos.

                            A piscina
Os momentos de diversão nesta piscina enorme são garantidos. Vive-se um ambiente tranquilo e familiar.




Os passeios
Alugámos umas bicicletas e demos umas voltinhas pelo parque, num percurso que é um atrativo também para quem gosta de BTT ou trail. 
Ainda deu para apanhar e comer umas amoras silvestres... deliciosas! 



As diversões 
Não é fácil entreter as crianças dos nossos dias, habituadas a jogos de computador mas garanto-vos que os meus filhos nem sentiram a falta.








O dia- a-dia no Zmar



 


Acho que as fotos vão falando por si... Muito mais ficou por registar em foto, como a simpatia e disponibilidade do staff do Zmar; a animação noturna que é um grande atrativo para miúdos e graúdos; o delicioso buffet do restaurante; o céu estrelado e o silêncio noturno apenas cortado pelos grilos... 

 Pergunto agora aos meus filhos se no próximo ano querem voltar ao Zmar e a resposta é um enorme e gritado Sim!

Se eles estão felizes, eu estou feliz! 

Agora que as baterias estão carregadas de boas energias podemos voltar ao trabalho, e à escola e esperar que as férias de 2018 cheguem depressa para mais aventuras no ZmarEcoExperience!

Obrigada Zmar e até 2018! 




14 de agosto de 2017

Eu sou a minha mãe

Finalmente sento-me no carro e ponho o cinto de segurança. Olho para o relógio que marca 9:53... ótimo. Tínhamos previsto sair antes das 10h. Sorrio e peço a Deus ou ao Universo que a viagem corra bem!
Nas minhas memórias de criança os dias de viagem eram uma alegria... no banco de trás, sem cintos de segurança ou cadeirinhas, a perguntar se faltava muito para chegarmos... Enfim, os dias de viagem eram um grande stress para a minha mãe, isso sim!
Hoje eu sou a minha mãe!
Tratar de toda a logística para umas férias no Alentejo, roupa de 4 pessoas, produtos de higiene, comida e bebida... "Ups, lembrem-me de comprar ovos no caminho..."
Pôr toda a gente a tomar banho, lavar os dentes, vestir e tratar do cabelo. "Puseste desodorizante filho?"
Providenciar os pequenos-almoços e deixar a cozinha arrumada "Maridinho, tratas tu da loiça?"
Lembrar os miúdos que devem levar livros e jogos, que não vamos ter Wi-Fi... "Não se esqueçam dos bonés"
Ver que está tudo arrumado, que só faltam os casacos  e levar o lixo. Ups, ainda não acabei de me arranjar.... É sempre a mesma coisa, mãe que é mãe acaba de se arranjar depois de estarem todos prontos e de mochilas às costas... "Vão descendo que eu já lá vou ter! "
Ohhhh... stress!!!! Vamos lá pôr o rímel sem borrar, passar o batom num ápice, calçar as sandálias e pronto... vamos lá de viagem.
Última vista de olhos à casa. Tudo desligado? Tudo mais ou menos arrumado? Sim... vamos lá!
Saco do lixo numa mão, nécessaire na outra, malinha a tiracolo... Fecha-se a porta e tranca-se. Ufaaa! E desta vez nem houve grandes discussões familiares  sobre o espaço do porta-bagagens: coube tudo!
A minha mãe passava por isto tudo, mais ou menos e quando se sentava no carro, lá nos desejava boa viagem e parecia menos stressada e pronta para aproveitar umas belas férias em família. Só voltava a stressar quando se apercebia que se tinha esquecido de algo importante  em casa, normalmente, a 50 ou 60km de distância. Obviamente que o meu pai não ia voltar para trás, restava-lhe atirar com um "És sempre a mesma cabecinha de alho-chocho!!" 
Estamos a entrar na A2 quando me apercebo que deixei os casacos todos, penduradinhos no mesmo cabide, na porta da casa-de-banho....
Deixo escapar em voz bem alta no carro "Ahhh, esqueci-me dos casacos" e a malta já não quer voltar atrás. "Mãe, no Alentejo está sempre calor" -  diz a miúda seguindo-se com um "Ainda falta muito para chegarmos?"
Hoje eu sou a minha mãe!

Boas férias!
Vera


13 de agosto de 2017

Waffles do marido

Hoje acordei com um cheirinho a waffles feitos pelo maridinho.
Já partilhei aqui a minha receita de waffles, mas hoje  achei importante partilhar convosco a receita do Paulo, pois tem algumas diferenças. 

Quem quiser, experimenta fazer as duas receitas e depois diz qual a preferida!

Waffles do papá
 Ingredientes:

  • 4 ovos
  • 2chávenas farinha ou farelo de  aveia
  • 3 csopa de farinha de Coco
  • 2 csopa polvilho doce
  • 1,5dl leite de amêndoa 
  • 1 csopa de mel
  • 1 csobremesa extrato de baunilha
  • 1 csobremesa de fermento
  • 1 pitada de sal
Preparação 

Colocar todos os ingredientes numa misturadora e mexer até que a massa fique bem homogénea. 
Entretanto já se ligou a máquina de waffles e quando a mesma estiver quente, distribuir a massa pelas formas. 

Podem ser comidas sem qualquer tipo de cobertura ou com mel, canela, iogurte grego, fruta... 

Cá está... a receita do papá cá de casa é bem deliciosa e sem grandes culpas. O facto de não ter açúcar branco e farinha de trigo já é um grande passo no que diz respeito aos garotos. Aos poucos vamos chegar lá e viver uma vida mais saudável sem o vício dos açúcares e das farinhas refinadas.

Fiquem com umas fotos e deliciem-se! Beijinhos 😚


2 de agosto de 2017

Meu querido mês de agosto...

Olá olá

Já estamos em agosto, o mês preferido de grande parte dos portugueses... Pelo menos eu só posso ter férias em agosto.

Tenho montes de coisas para fazer, muitos projetos e muitas ideias. Sei, no entanto, que vou deixar imensas por fazer.

Hoje a tarde será de praia com o marido e  filhos ali para os lados da Costa da Caparica. Quem tem praias como as nossas tem tudo!

Entretanto, tenho de começar a pensar muito bem na lista de escolas e agrupamentos de escolas. Está a decorrer mais uma fase do concurso de professores e lá vou eu passar as férias sem saber muito bem onde vou trabalhar nos próximos 4 anos. Enfim... já me habituei à ideia.

Bem, agora que já almocei uma coisinha super leve e saudável vou vestir o biquíni e preparar as coisitas para a praia...
Mais alguém vai passar a tarde perto do mar? Contem lá por onde andam... 



29 de julho de 2017

Planos e mais planos...

Bom dia! É sábado, é quase agosto e estou quase de férias. Tinha planos para hoje e o primeiro era dormir até tarde. A miúda chamou-me às 6h45 a dizer que não tinha sono... What? Deitou-se à meia-noite... portanto lá a "obriguei" a voltar para a cama.

Que bom, pensei eu, de volta aos meus planos matinais, dormir até tarde!

Só que não consegui... depois de dar 20 voltas na cama peguei no telemóvel e naveguei pela net à procura de ajuda para refazer os planos para esta manhã.

Voltei a instalar o SportStracker. Uma aplicação que me ajuda a correr e a ver a evolução dos meus treinos. Acho que vou sair da cama, vestir o equipamento e desatar a correr que nem uma Rosa Mota.

Ups... São 8h20 e a miúda acabou de se aninhar aqui entre mim e o pai.

E agora? Vou correr ou fico no mimo com esta coisa fofa?

...

28 de julho de 2017

Os meus waffles

Que fome que eu tinha ainda há pouco tempo... Resolvi fazer uns waffles e o filho de 12 anos também quis, mas disse-me logo que queria com farinha normal.
Ele é muito esquisito e acha que tudo o que é saudável, tudo o que os pais comem com prazer não presta ou vai fazer-lhe mal.
Eu disse-lhe para estar descansado que ia fazer como ele gosta... Deixei-o ir para o quarto e num instantinho fiz a massa (que não levou farinha normal nem açúcar branco).
Como gosto de inventar fiz uma massa a olho, ou seja não tenho o peso dos ingredientes... Algo a melhorar, eu sei!
Mas pronto, usei uma mistradora onde pus todos os ingredientes e resultou numa massa cremosa, mais líquida do que espessa e resultou na perfeição.

Waffles do Bem

3 ovos
3 csopa farinha de aveia
2 csopa farelo de aveia
1 csobremesa fermento
3 csopa de leite de coco
1 csopa de açúcar de coco

Cobertura
Iogurte grego e canela

Ficaram uns waffles muito fofinhos, leves e pouco doces como eu gosto.






Quanto ao miúdo esquisito-que-não-gosta-de-coisas-saudáveis levou os seus dois waffles para o quarto apenas com açúcar e canela por cima, comeu tudo e não se queixou.

Mãe-saudável 1 - Filho-esquisito 0






27 de julho de 2017

Tarde de costura...

Há uns tempos que pretendia fazer um vestido para mim. Hoje foi o dia!

Fomos para casa da minha mãe com um tecido e uma renda previamente comprados e uma ideia genial: fazer dois vestidos iguais. Um para mim e outro para a filha!

E assim foi! Primeiro procurámos nas revistas Burda dois modelos semelhantes. Depois tirámos os moldes, e cortámos o tecido.

Eu sei costurar há uns 6 anos mas sou sincera, tenho algum receio de fazer roupas. Então estes dois vestidos foram feitos a 4 mãos e ficaram acabados numa tarde. A minha mãe, cheia de paciência e vontade de ensinar, lá me foi mostrando os truques e a melhor maneira de fazer isto ou aquilo. Obrigada mamã!

Entretanto já tirámos umas fotos "pirosas" na varanda da casa dos meus pais, todas vaidosas com os vestidos novos.  

O que acham?

Eu adoro e a miúda também! 



26 de julho de 2017

Fomos aos saldos

Uma pessoa passa uma vida a comprar os seus trapinhos XL ou L (com alguma sorte) e, apesar de já caber em tamanhos M e alguns S não se consegue mudar a mentalidade de um dia para o outro.

Ora hoje, dei um pulinho aos saldos para os miúdos, que crescem que nem ervas daninhas e as roupas do ano passado já não lhes servem muito bem.

Para o miúdo trouxemos uma t'shirt e uns ténis, número 40.... What???? O meu bebé de doze anos já pode dormir em pé.

Para a miuda também vieram uns ténis e uma t'shirt "daquelas que mostram a barriga"... hummm... cá para mim aos 13 anos vai-me pedir um piercing no umbigo.

Para mim encontrei uma T'shirt giríssima na Zara, na zona das crianças... tamanho 14/15 anos. Não quis acreditar... Fica-me tão bem e a sensação de a vestir, olhar ao espelho e gostar do que se vê. Afinal a Vera magrinha está por aí... está na hora de aceitar este facto, mais do que comprovado.

Conclusão - Eles estão a crescer e eu... a ficar mais pequena! ThankGod!


24 de julho de 2017

Comidinhas novas

Já tenho saudades de escrever. Já tenho saudades de cá vir ao meu blogue. Ando por aí a ler e a divagar nos blogues dos outros. E há com cada blogue tão interessante.

Ultimamente tenho procurado receitas e ideias para me ajudarem a comer de uma maneira mais saudável e simples. 

Conheci há uns 3 ou 4 meses o conceito Paleo que me tem ajudado a fazer umas mudanças cá por casa, não só para a perda de peso mas também, e principalmente para uma mudança de hábitos dos mais novos.

Deixo-vos as fotos de algumas das novas experiências. Mais tarde irei colocar as receitas.


                         
Queques salgados de ovos

Bolinhos de Coco e aveia







    Bolo de banana e amêndoa 


Ps- As receitas? Vou vendo por aí e depois improviso de acordo com o que tenho em casa. Assim que puder ponho a receita dos queques salgados, que são super fáceis e dos bolinhos de Coco e aveia. 

E vocês? O que têm cozinhado por aí, de novo?
Beijocas😙😙😘

28 de maio de 2017

Festa é festa

Aproxima-se a época das festas de verão. Aproxima-se a época do caracol, da bifana e da imperial. Aproxima-se a época dos bailaricos populares, dos encontros com os amigos e das noites quentes e divertidas.

Em Santa Marta do Pinhal, freguesia de Corroios, conselho do Seixal comemora-se este ano de 2017 o 8º aniversário do Clube Associativo Santa Marta do Pinhal - CASMP.
E como são feitos estes festejos? Da melhor forma!!!!

De modo a comemorar mais um aniversário a direção do CASMP e seus colaboradores e amigos organizam as, já muito conhecidas, festas mais animadas da zona. 

De entre os "comes e bebes" que toda a gente aprecia, destacam-se as bifanas, entremeadas, couratos e caracóis, não esquecendo o chouriço assado ou o caldo verde quentinho. Tudo isto deve ser bem regado com as imperiais fresquinhas. 

As festas de Santa Marta decorrem aos sábados e algumas sexta-feiras e o palco tem sempre convidados especiais que animam a noite e põem todos a dançar. Este ano o CASMP convidou, entre outros artistas, Trigo Roxo, Cátia Sofia, Nelson e Nelson, Helder Costa e Hakunamatata. Ao longo destas 10 noites de festa, o Clube quis também dar lugar a artistas da terra como Diana Soares, Manuel Loureiro e Luís Gonzaga.

No dia 5 de junho realiza-se a sessão solene comemorativa do aniversário do Clube, que será abrilhantada pelo grupo de cantares do CASMP - Os rouxinóis.

No dia da Criança existirão espetáculos e animação para os mais pequenos. 
A Zumba terá também lugar nestas festas com aulas abertas a todos que queiram praticar esta divertida  modalidade.

O espaço onde se realizam as festas, o campo de basquete no jardim de Santa Marta, não ficaria completo sem as famosas barraquinhas das pipocas, das farturas ou de artesanato.

Animação não vai faltar nos próximos dias 1, 3, 5, 9,10, 16,17, 23, 24, 30 de junho e 1 de julho! Fica o convite! 

Obviamente que estas festas não seriam possíveis sem os apoios da Câmara Municipal do Seixal e da Junta de Freguesia de Corroios e dos vários patrocinadores.





26 de maio de 2017

No meu silêncio

@ No silêncio dos meus pensamentos atormentados perco-me.
Perco-me  no diálogo rebuscado e ofensivo dos meus eus.
Perco-me no desafio de querer ignorar estas vozes, estes gritos, estes diálogos.
Conversas egoístas onde nenhum dos meus eus ouve o outro.
Inimigos, incongruentes, confusos, devastadores.
Paro para ouvir com atenção. Paro para tomar uma decisão.
Deixo  de os ouvir. Calam-se. Mas estão lá!
Sombras escondidas nas sombras da assombrada mente onde vivem, crescem, alimentam-se e reproduzem-se. Seres vivos imortais.
Paro para escutar mas eles, calados observam-me e esperam... quando me distrair voltam a sair das sombras, sorrateiramente e gritam palavras obscenas, riem, riem muito. Falam alto. Eu ignoro ou tento ignorar,  mas sei que falam de mim ou para mim... não sei!
Gritam, pulam, movimentam-se. Abanam todo o meu ser. E eu?...
Fujo. Escondo-me. Encolho-me num canto escuro da minha mente e fico por lá. Aguardo ansiosamente que se calem. Aguardo até morrer, se preciso for, pois não encontro forças para os matar primeiro.

Vera

23 de maio de 2017

Por um planeta melhor...

Cansei-me! Cansei-me mesmo! Perdi a conta aos guardanapos de papel, sacos de plástico e folhas de alumínio que gastamos cá em casa com os lanches dos dois miúdos. 

Normalmente peço para reutilizarem os sacos mas nem sempre me ouvem, principalmente o miúdo de 12 anos, que está a entrar "naquela fase", nunca ouve o que a mãe diz.

Resolvi a questão desta forma: peguei num tecido plastificado e num instante fiz esta bolsinha para a miúda.





Vamos começar amanhã a experiência. Em princípio vai ser para levar uma peça de fruta, no entanto, dá também para levar pão, bolachas, frutos secos...


O material é lavável à mão ou na máquina e o melhor de tudo: protegemos o meio-ambiente e poupamos dinheiro. 

Assim que tiver um tempinho livre, sento-me à máquina e faço mais uns saquinhos do mesmo género. Vou querer um ou dois para mim, claro! 

Já o rapaz de 12 anos... vai ser mais difícil mas, nada como um "chorudo" aumento na mesada para o convencer a usar uma bolsinha destas.